quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Tom Fogerty; o guitarrista do Creedence Clearwater Revival

O Creedence Clearwater Revival é uma das minhas bandas favoritas. Gosto demais das canções desta banda de rock americana formada nos anos 60 na Califórnia.

Hoje, quero fazer uma homenagem ao guitarrista do Creedence, Tom Fogerty, que se estivesse vivo completaria 70 anos no dia 9 de novembro. Vou relembrar alguns dos hits dele com o Creedence.
Tom Fogerty

Thomas Richard Fogerty começou a carreira musical em 1958, ao lado do irmão, o vocalista e o compositor John Fogerty, o baixista Stu Cook e o baterista Doug Clifford. Tocavam juntos desde 1959, mas com outros nomes de banda.

Adotaram o nome Creedence Clearwater Revival em 1967, com o qual lançaram as primeiras gravações em 1968 e obtiveram o primeiro disco de ouro, com o álbum de estréia e o grande sucesso “Susie Q"  .

O estilo da banda era composto pela mistura do rock com música country, fórmula que levou o Creedence Clearwater Revival ao rápido sucesso.

Em janeiro de 1969, lançam o segundo álbum, "Born on the Bayou", com destaques para música título do disco e a clássica “Proud Mary".
"Born on the Bayou"

Proud Mary"

No embalo do sucesso, em agosto de 1969, gravam mais um disco “Green River”. Um dos grandes hits foi "Bad moon rising".

No ano de 1970, outras três músicas inesquecíveis: "Lookin' out my backdoor", "Who'll stop the rain" e "Have you ever seen the rain".
"Lookin' out my backdoor

"Who'll stop the rain"

"Have you ever seen the rain"

Tom Fogerty escreveu apenas uma música que foi gravada pelo Creedence, "Walk on the Water". A falta de oportunidade de Tom em meio às composições da banda alimentava a disputa entre os irmãos durante os anos de maior sucesso do grupo. Por causa disso, Tom Fogerty deixou a banda no ano de 1971.

Sua discografia solo, apesar bem conceituada por críticos da música, é pouco conhecida e divulgada, mesmo para muitos fãs de Creedence. Uma das músicas mas famosas da carreira solo foi "Mistery Train"

Tom Fogerty faleceu no dia 6 de Setembro de 1990, aos 48 anos, vitima de tuberculose e insuficiência respiratória agravadas pelo vírus da AIDS, no qual contraiu através de uma transfusão de sangue.
Os irmãos Tom e John Fogerty nunca mais conversaram, mesmo Tom estando em leito de morte.


Texto de Daniel Vito

Nenhum comentário:

Postar um comentário