quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Rock Brasil - Parte 5 - Tropicalismo e o Rock da Pompéia


Nos anos 60 havia muito preconceito do pessoal da MPB quanto ao uso de guitarras... Para se ter uma idéia, em 1967, nomes como Elis Regina, Geraldo Vandré, Jair Rodrigues, entre outros, participaram de uma passeata contras as guitarras elétricas.
Além disso o Brasil vivia um momento político complicado e os debates atingiam níveis de arena. Guitarra elétrica e rock eram vistos como alienação. Até que, neste mesmo ano, Caetano Veloso se apresentou (e ficou em 4º lugar) no III Festival da MPB, na TV Record, cantando "Alegria, alegria", ao lado do grupo de rock argentino Beat Boys.

E outro bom baiano, Gilberto Gil, conquistou o 2º lugar, interpretando "Domingo no parque", ao lado dos roqueiros dos Mutantes.

Pronto. Estava quebrado o preconceito contra as guitarras na música brasileira.

E falando sobre os Mutantes, o grupo era formado no início por Rita Lee e os irmãos Sérgio e Arnaldo Baptista. Fãs dos Beatles, eles participaram da faixa "Panis et circenses" no disco "Tropicalia ou Panis et Circenses"...

Como curiosidade, o nome do grupo foi sugerido por Ronnie Von, inspirado no livro "O Império dos Mutantes", de Stefan Wul. Uma música de destaque da banda foi "Dom Quixote"...

O grupo seguia a linha do rock psicodélico...Outro sucesso, a música "2001"...

O álbum "A divina comédia ou ando meio desligado" de 1971, tinha como maior destaque a canção-título.... “Ando Meio Desligado

A partir de 1972 o grupo começaria a seguir rock progressivo. Esta linha musical, mais o final do casamento de Rita com Arnaldo Baptista, fez com que ela deixasse a banda algum tempo depois... Ela seguiria uma excelente carreira solo acompanhada, a princípio, pela banda Tutti-Fruti...Quanto aos Mutantes, o grupo se separaria em 1978 e voltaria a se reunir em 2006, mas muito longe de ser o que um dia foi.

Outra grande banda surgida nos anos 60 e na ativa até hoje é o Made in Brazil...O grupo foi criado pelos irmãos Oswaldo e Celso Vecchione e teve "trocentas" formações desde seu início, o que levou o Made a ser citado no Livro "Guiness" dos Recordes.

A música "Minha vida é o rock 'n' roll" é um hino do rock brazuca.

"Jack, o estripador", é um dos clássicos da banda...

"Quente e gostosa", versão de "Whole lotta rosie", do AC/DC

Mais duas boas músicas do Made in Brazil ..."Gasolina"

"Deus salva...o rock alivia"

Curiosidade: Como Mutantes, Tutti-Fruti e Made in Brazil surgiram na Pompéia, muita gente considera o bairro como a "Liverpool brasileira"... Então pra terminar..."Rock na Pompéia"

Na próximo texto, falaremos sobre a rainha do rock brasileiro, Rita Lee, e sua carreira pós-Mutantes.

Um abraço,


Para quem ainda não leu as quatro primeiras partes do especial Rock Brasil, seguem abaixo os links:


Programador da Rádio Metropolitana FM / São Paulo

2 comentários:

  1. Chris e Luiz - chrisortali@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. sergio cunha bezerra1 de março de 2012 13:10

    Lembro tambem outras, como: Vimana e a melhor de todas (na minha opinião) que é "O Peso". Pra quem não conhece procurem pelo disco "Em busca do tempo perdido", todas musicas de primeira em termos de Rock.
    Sugiro e peço, imploro, um texto sobre a Banda. Aguardo.

    ResponderExcluir