segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Saudades da 97 FM Roqueira – por Rogério Moreira

Vivi minha adolescência e juventude na região do ABC. Entre 1983 e 1992, uma rádio me ensinou a ouvir o bom e velho rock 'n' roll. Era a 97 FM, ainda em sua versão roqueira. A rádio que funcionava no famoso prédio redondo entre as esquinas da Av.Gilda e Pereira Barreto, em Santo André, apresentava o melhor do rock.
Imagem do antigo prédio da 97 fm

Várias bandas que depois se tornariam famosas como Legião Urbana, Camisa de Vênus, Capital Inicial e Plebe Rude foram apresentadas primeiro nesta rádio. Além disso, vários grupos que ficaram pelo caminho ou que tinham um estilo mais alternativo tinham seu espaço por lá...

Muito do que sei sobre rock aprendi ouvindo a 97 FM....Aos sábados a rádio apresentava a história de uma lenda do rock... Me lembro de um especial com o Led Zeppelin que começou às 4 da tarde e terminou por volta das 8 da noite...Nas noites de quarta, havia o programa "Reynação", apresentado por Leopoldo Rey, ex-Excelsior (A Máquina do Som)...O programa era cheio de histórias e curiosidades que até hoje me ajudam como radialista....Além de Leopoldo Rey, outros apresentadores vindos da antiga Excelsior também tinham seus programas, como Kid Vinil e Valdir Montanari....


Uma característica da 97 FM era não tocar o óbvio...Enquanto em outras rádios você só ouvia "Eu não matei Joana d'Arc", "Sinca Chamboard" ou "Só o fim", do Camisa de Vênus, na 97 FM tocavam outras faixas como "O adventista", "Pronto pro suicídio" e "Meu primo Zé"... Parecia que a programação não era "orientada" pelo que as gravadoras queriam.

Infelizmente, no início dos anos 90 a rádio se mudou para a capital paulista e optou por uma programação no perfil dance music

Das lembranças desta que tenho desta rádio separei algumas músicas nacionais.

Camisa de Vênus - "Pronto pro suicídio"

Replicantes - "Hippie punk hajneesh"

Garotos Podres - "Anarquia Oi"

Capital Inicial - "Psicopata"

Fellini - "Rock europeu"


Platina - "Doce fascínio"

Golpe de Estado - "Cobra criada"

Finis Africae - "Armadilha"

Voluntários da Pátria - "Verdades e mentiras"

Violeta de Outono - "Outono"


Um grande abraço,

Texto de Rogério da Hora Moreira
Programador da Rádio Metropolitana FM / São Paulo


22 comentários:

  1. Alexandre T. Sztyber24 de janeiro de 2012 12:52

    Não tenho memória tão boa quanto a sua, mas me lembro da 97, que poderia ter sido chamada de Rádio Alternativa (as que levaram este título nem sempre o merecem), pois quando a gente cansava das repetições das outras, lá estava a 97 esperando por nós - e exatamente isso era bom: não conhecer apenas duas ou três faixas de um disco. Lá podíamos conhecer o disco todo e acabar gostando de algumas faixas que nunca eram os "hits do momento".
    Era uma boa coisa para as bandas e para nós...talvez não tão boa para as gravadoras...
    Tudo que é bom passa rápido.
    Da 97 eu tirei um conclusão: Nem sempre uma emissora em primeiro lugar significa que a emissora tenha qualidade.

    ResponderExcluir
  2. Caramba! Eu nem me lembrava que já faz todo esse tempo que ficamos órfãos da 97FM... me lembro de quando íamos no Aramaçam ver shows da 97 e podíamos ver grandes bandas nacionais.

    ResponderExcluir
  3. É cara.... só quem viveu é que sabe !
    Lindo post, deu pra lembrar meus 18 anos.

    Abraço !

    ResponderExcluir
  4. Sensacional! Era exatamente isso, a 97 tocava o "lado b" q ninguém tocava e tinha uma legião de ouvintes fiéis ( como eu era). Nunca me esqueço de um dos primeiros shows q o Camisa de Venus, q tinha acabado de lançar o disco, fez em sp, na danceteria Contra Mão e eu nem me preocupei em chegar muito cedo pq "ninguém" conhecia o Camisa pq eles "só" tocavam na 97, então ia estar tranquilo, ledo engano, chegando lá me deparei com um quase tumulto, a Contra Mão com as portas fechadas, não entrava mais ninguém, mesmo quem já tinha ingresso como eu. No fim consegui entrar a muito custo e lá dentro não dava nem pra se mexer, mas o show foi antológico! Essa é uma das histórias q mostra a força q essa rádio tinha!

    ResponderExcluir
  5. Ótimo texto, você conseguiu escrevendo alcançar o que eu sinto pela 97. A emoção de ligar o radio e sempre ouvir uma musica nova de um determinado grupo, era o máximo. E os programas, Sinergia, Reynação, Rockstrote, Sessão Rocambole, etc..informação de primeira feita por gente que conhecia do assunto (Rock!). Os especiais de sábado eram a minha paixão, o já citado Led Zeppelin (4 horas), Deep Purple (3 sábados), Genesis, Pink Floyd, Rolling Stones, etc...nunca me esquecerei da 97. Forte Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo. Os especiais eram muito bons. lembra do slogan do locutor " a mais chapante da metrópole alucinada." Tudo que sei de diferente sobre rock foi nas madrugas da 97. Muita saudade...

      Excluir
    2. Patrulha Noturna!!!! foi apresentado durante muito tempo pelo Jorge Luiz....quanta saudade!!!!

      Excluir
  6. Ótimo, muito bom relembra o que foi na verdadeira rádio Rock de Sampa.

    ResponderExcluir
  7. Ola, obrigado pelo post, gostei ! Nessa mesma epoca tinha um programa aos sabados a noite, que tocava musica EBM, Industrial, etc, voce lembra o nome do programa e/ou do apresentador ? Obrigado.

    ResponderExcluir
  8. https://www.youtube.com/watch?v=o3RuzxdWfI0 o saudoso Jotaerre - finado em 2012 - bons tempos de 97

    ResponderExcluir
  9. https://www.youtube.com/watch?v=aiPrh30wB1I mais um pouco !1

    ResponderExcluir
  10. Obrigado por esse artigo sobre meu pai Leopoldo Rey :) ele vai gostar muito de ler. Repassei pra ele. Grato! Adriano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande radialista Leopoldo Rey, onde posso ouvi-lo?
      Abraço

      Excluir
  11. Aureos tempos...quanta saudade...costumava ouvir o Riff-Raff aos domingos às três da tarde...apresentado por Richard Nassiff...seu bordão era "...esse som é de cair os pelos das pernas"...um dos primeiros senão o primeiro a tocar Metallica, slayer etc...Ouvi muito Reynação...nos blocos finais sempre rolava umas bandas nacionais...tinha um programa do João Gordo também...acho que quarta á noite...tocava muito Grind e HC...enfim Jota Erre "Cola na Grade"...saudoso...enfim muita coisa boa....

    ResponderExcluir
  12. Tb adorava essa rádio,que ouvi pela primeira vez aos 14 anos e virei fã na hora! Melhor rádio de todos os tempos! Fui lá 2 x pegar os discos que ganhei! :) Saudades eternas!

    ResponderExcluir
  13. Eu gostava do Patrulha noturna, se nao me engano era de sábado a noite...

    ResponderExcluir
  14. O Rogério retratou os fatos de uma época única. A 97 era alternativa de verdade, podia por nas suas chamadas com toda a autenticidade, pois era alternativa absoluta.
    Eu mesmo não perdia os programas:
    Riff Raff, Fuck off e Overshok.
    Me lembro perfeitamente de em 1987 ouvir o disco Ride The Lightning do Metallica inteiro tinha acabado de sair nos Estados Unidos só meses depois saiu no Brasil, foi a uma exclusividade fantástica, depois disso conheci os discos anteriores da banda e tive uma trilha sonora fabulosa na adolescência.
    Gostaria muito de ter notícias do Richard Nassif, lembro bem da voz dele.
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  15. EDUARDO XAVIER 17 de Junho de 2017 22:00 hs

    Meu quantas saudades dessa rádio. Lembro que tinha muitas dificuldades para sintonizar essa rádio aqui em Guarulhos, ficava como um louco mexendo na antena do 3x1 SHC da CCE (risadas) para sintonizar a programação. A FM 97 tocava de tudo, Rock Nacional (anos 80) e os alternativos de lá de fora. Me lembro como se fosse hoje quando tocou Sisters of Mercy-Gimme Shelter, pirei com a música, nem sabia quem era o Sisters, virei Gótico e até hoje escuto todas as melhores bandas de Gothic Music do mundo. Essa rádio deu impulso a todas as bandas alternativas do brasil na época. Tínhamos orgulho do rock nacional. E num belo dia ao ligar o rádio, não consegui mais ouví-la e descobri que ela havia saído do ar definitivamente. A minha rais do rock eu devo totalmente a esta rádio e tanto fez bem á todos os roqueiros de verdade, não aos modinhas. Até hoje aos 49 anos levo a bandeira sagrado do Rock comigo. Forte abraço a meu grande irmão de sangue Ricardo Xavier, ao meu irmão de coração Rogério Charles.

    ResponderExcluir
  16. Aqui na baixada so quem fucava o dial do rádio descobriu a xamballa do rock.sem internet.com uma antena cheia de bombril,mas firme e forte curtiamos riff raff aos sábados

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Você ja preservando seu final de semana na cabeça né...sexta, sábado, domingo já esta aí colado na grade e realmente agente têm que se divertir e ter aqueles pensamentos positivos pra gente poder conseguir então aquelas virtudes todas e os beneficios que realmente agente merece de tanto batalha na luta vamos persistir nessas transas todas ai e vamos desencana.

    Dizia assim Jota Érre na FM 97 Rock

    ResponderExcluir
  19. Além de todos os programas e locutores já citados,curtia ouvir aos sábados a tarde a Rádio Matraca,com o hilariante Língua de Trapo.Muitas saudades da 97...

    ResponderExcluir